terça-feira, 29 de agosto de 2017

Mentalizando-me

Sempre fui muito positiva, sempre a ver o lado bom das coisas, a tirar partido, de alguma forma, do que corre menos bem mas...
...tenho de admitir que cada vez mais me mentalizo de que vou ficar solteira (divorciada, vá) até ao dia em que a providência decida que já cá não estou a fazer nada.
Bem dizem: "Ah mas és tão bonita, vais arranjar homem mais cedo ou mais tarde", "Oh, não sejas tonta, não vais morrer sozinha" e outras frases assim.
Frases bonitas, sem dúvida, mas não me atirem areia para os olhos!
Qual é o homem que fica de livre vontade e feliz da vida com uma mulher de saúde tão frágil como eu? Que preciso de ter alguém em casa a quem recorrer quando me sinto mal, principalmente durante a noite? Que ouço tão mal e mal percebo o que me dizem tornando-se difícil ter uma conversa coerente?!
Sim, sei cozinhar e até acho que cozinho bem, mas não tenho condições físicas para tratar sozinha de uma casa, preciso de ajuda.
Por isso não me tentem convencer que o mundo vai dar uma reviravolta e que ainda vou ser muito feliz com um homem que esteja comigo pela pessoa que sou, não me lixem!
Ainda está para nascer esse homem e quando nascer já cá não estou eu.
Sim, há um homem que eu acredito que poderia ser "o tal", que sempre me aceitou como sou, mas por alguns motivos as coisas não funcionaram entre nós. Sim, tu, J.


imagem retirada da net

4 comentários:

  1. E o tal J sabe o k sentes? Já tentaste?

    ResponderEliminar
  2. Já disseste o k sentes ao tal J? Se n tentares não saberás a resposta :)
    Força

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu e o J já tivemos "algo" no passado, duas vezes, e em ambas fui eu que fiz asneira por isso agora, por muito que tente (tenho tentado) "reatar" não consigo porque ele já não acredita/confia em mim.

      Eliminar